top of page

A HISTÓRIA DO CRISTIANISMO NA TURQUIA 2


As Sete Igrejas de Apocalipse e as cartas para as igrejas da Ásia Menor

O apocalipse é um livro muito temido por conta das visões sobre conflito cósmico final entre as forças do demônio e os anjos de Deus. Nesse último livro da Bíblia, o apóstolo João também nos apresenta cartas mandadas para sete igrejas da Ásia Menor. A tradição nos conta que São João recebia as visões e as ditava para seu discípulo Prócoro escreve-las. Isso aconteceu, segundo menção do próprio apóstolo, na ilha grega de Patmos.

Caverna do Apocalipse, Patmos.

Foi o próprio Jesus quem ordenou ao discípulo amado escrever para as sete igrejas. Quando o vi, caí aos seus pés como morto. Então ele colocou sua mão direita sobre mim e disse: "Não tenha medo. Eu sou o primeiro e o último. Sou aquele que vive. Estive morto mas agora estou vivo para todo o sempre! E tenho as chaves da morte e do Hades. "Escreva, pois, as coisas que você viu, tanto as presentes como as que estão por vir. Apocalipse 1:17-19

Mais que uma simples leitura histórica, as cartas foram escritas para serem pregadas e estimularem a manutenção da fé e da paz para as seguintes gerações da igreja, além, é claro, de advertir sobre fatos catastróficos futuros. Por essa razão o livro é ainda estudado e aplicado pela igreja. Os locais mencionados por São João no Apocalipse são reais e, depois de dois milênios, suas ruínas podem ser visitadas por peregrinos e turistas.

"Eu, João, que também sou vosso irmão, e companheiro na aflição, e no reino, e paciência de Jesus Cristo, estava na ilha chamada Patmos, por causa da palavra de Deus, e pelo testemunho de Jesus Cristo. Eu fui arrebatado no Espírito no dia do Senhor, e ouvi detrás de mim uma grande voz, como de trombeta, que dizia: Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o derradeiro; e o que vês, escreve-o num livro, e envia-o às sete igrejas que estão na Ásia: a Éfeso, e a Esmirna, e a Pérgamo, e a Tiatira, e a Sardes, e a Filadélfia, e a Laodicéia. Apocalipse 1.9-11

7 IGREJAS DA ÁSIA MENOR

ÉFESO _ Escreve ao anjo da Igreja que está em Éfeso: Isto diz aquele que tem na sua destra as sete estrelas , que anda no meio dos sete castiçais de ouro: Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus: e puseste à prova os que dizem ser apóstolos, e não o são, e tu os achastes mentirosos. E tens perseverança, e suportaste provas por causa do meu nome, e não deixaste esmorecer” Apocalipse 2:8-9

Éfeso (Apocalipse 2:1-7) - a igreja que havia abandonado o seu primeiro amor (2:4).

Éfeso

Além de possuir uma das sete Igrejas de Apocalipse, foi o lugar onde viveram a Virgem Maria e São João. É possível visitar a casa onde moraram, o túmulo e a Basílica de São João. O terceiro Concílio Ecumênico foi feito na Igreja de Virgem Maria em 431. Éfeso foi uma das cidades mais importantes da sua época. Foi no teatro de Éfeso (o maior de Ásia Menor com uma capacidade de 25.000 pessoas) que São Paulo pregou e foi protestado pelos pagãos. A cidade também contava com uma das sete maravilhas do Mundo Antigo, que era o templo de Diana (Artemisa).

Casa onde viveram Maria mãe de Jesus e São João

ESMIRNA _ “E anjo da Igreja que está em Esmirna escreve: Isto diz o primeiro e o último, que foi morto, e reviveu: Conheço as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mais tu eis rico), e a blasfémia dos que se dizem judeus, não o são, são a sinagoga de Satanás” Apocalipse 2:8-9

Esmirna (Apocalipse 2:8-11) - a igreja que sofreria perseguição (2:10).

Esmirna

Atualmente Esmirna é a terceira maior cidade e uma das mais bonitas e desenvolvidas da Turquia. Esmirna aparece no Apocalipse como o lugar da sinagoga de Satanás. João conta para os cristãos que estão prestes a sofrer pela sua fé e também diz que aqueles que forem fiéis vão ganhar a coroa da vida. É possível visitar a igreja de São Policarpo,, o primeiro mártir cristão da Ásia Menor.

PÉRGAMO _ “Ao anjo da Igreja de Pérgamo escreve: Isto diz aquele que tem a espada aguda de dois fios: Conheço as tuas obras, onde habitas, que é onde está o trono de Satanás; e reténs o meu nome, e não negaste a minha fé, ainda nos dias de Antipas, minha fiel testemunha, o qual foi morto entre vós, onde Satanás habita.” Apocalipse 2:12-13