Vou viajar, preciso vacinar?

Atualizado: 4 de mar.


Você sabia que mais de cem países exigem um documento que comprova a vacinação contra certas doenças? Esse documento é o CIVP, Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia, e é emitido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), segundo as normas do Regulamento Sanitário Internacional. Anualmente, são realizadas cerca de 730 mil solicitações de CIVP.

Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia CIVP

A imunização mais requerida é contra a febre amarela e deve ser feita pelo menos 10 dias antes da viagem.

Alguns países como Estados Unidos, Reino Unido e Portugal, não fazem questão da apresentação do certificado. Em outros casos, como Austrália, Bahamas e Tailândia, não é permitida a entrada sem o documento, inclusive para uma simples conexão do cidadão que estiver só de passagem.

Vacina Febre Amarela

CLIQUE AQUI E BAIXE A LISTA DE PAÍSES QUE EXIGEM CIVP PARA FEBRE AMARELA
Você também pode pesquisar todas as demais exigências vacinais de cada país clicando neste LINK. Se o teu roteiro de viagem passa por algum desses destinos é fundamental levar o CIVP junto com seu passaporte.

PRECISA DO CERTIFICADO INTERNACIONAL DE VACINAÇÃO? No final dessa matéria tem o passo-a-passo extraído do site da ANVISA

Destinos como Egito, Jordânia e África do Sul são muito procurados aqui na Renova Turismo e há uma certa confusão nos próprios operadores dos países sobre a obrigatoriedade ou não do CIVP, portanto recomendamos aos nossos passageiros que submetam-se à vacinação e realizem a emissão do documento, conforme recomenda a lista da ONU referida acima.

🚨 Fique atento, pois, segundo a ANVISA, para algumas condições de saúde são necessárias avaliação e liberação médica para a vacinação segura.

• Pacientes com imunodeficiência primária ou adquirida;

• Indivíduos com imunossupressão secundária à doença ou terapias;

• Imunossupressoras (quimioterapia, radioterapia, corticoides em doses elevadas);

• Pacientes em uso de medicações anti-metabólicas ou medicamentos modificadores do curso da doença (Infliximabe, Etanercepte, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacept, Belimumabe, Ustequinumabe, Canaquinumabe, Tocilizumabe, Ritoximabe);

• Transplantados e pacientes com doença oncológica em quimioterapia;

• Indivíduos que apresentaram reação de hipersensibilidade grave ou doença neurológica após dose prévia da vacina;

• Indivíduos com reação alérgica grave ao ovo;

• Pacientes com história pregressa de doença do timo (miastenia gravis, timoma).

🚨 O site da ANVISA recomenda que pessoas que apresentam contraindicação médica para a vacinação, como nos casos abaixo, devem providenciar um Atestado Médico de Isenção de Vacinação escrito em inglês ou francês pelo médico, conforme esse modelo.

• Crianças menores de 9 meses de idade

• Mulheres amamentando crianças menores de 6 meses de idade

• Pessoas com alergia grave ao ovo

• Pessoas que vivem com HIV e que têm contagem de células CD4 menor que 350

• Pessoas em de tratamento com quimioterapia/ radioterapia

• Pessoas portadoras de doenças autoimune

• Pessoas submetidas a tratamento com imunossupressores (que diminuem a defesa do corpo)

A vacina contra a febre amarela é dose única. Quem, assim como eu, tomou a dose fracionada da vacina (primeira caderneta) não pode tirar o Certificado. Nesse caso é preciso se vacinar novamente com a dose única padrão. Eu já me vacinei!

Caderneta de Vacinação

PASSO-A-PASSO SEGUNDO SITE DA ANVISA

Você pode fazer isso de qualquer lugar do mundo através da internet. Siga o passo-a-passo e viaje com segurança!


PASSO 1 - VACINAÇÃO

O primeiro passo é se vacinar. Você pode fazer isso gratuitamente em praticamente todas as UBSs (Unidade Básica de Saúde) do SUS. Não é preciso agendar, basta chegar na UBS e solicitar a vacinação. Você também pode procurar os serviços de vacinação privados credenciados.

Guarde o certificado de vacinação. Ele é o seu comprovante para solicitar o Certificado Internacional. Só reforçando, a Anvisa não aplica a vacina.

PASSO 2 - SOLICITAR O CERTIFICADO


O Certificado deverá ser solicitado no Portal de Serviços do Governo Federal. É so clicar no botão "Iniciar" e seguir os passos.


Requisitos necessários

Você vai precisar enviar digitalmente a frente e o verso da Caderneta de Vacinação que consta a vacinação contra a febre amarela em dose única.



PASSO 3 - IMPRESSÃO E ASSINATURA DO CERTIFICADO

Depois de realizadas todas as etapas anteriores, você receberá o certificado no seu e-mail cadastrado, para imprimir em casa. Esse certificado tem assinatura eletrônica do servidor da Anvisa. Assine-o logo após a impressão.


O prazo para emissão do CIVP é de até 10 dias úteis e você poderá reimprimi-lo sempre que quiser. Para isso, acesse sua conta no gov.br. Na área “Minhas solicitações”, busque por "Concluídas", clique em "Ver" e imprima o Certificado. Ou através desse link.




Se, assim como eu, você enfrentar alguma dificuldade durante o processo, acesse o site da ouvidoria do governo federal clicando aqui. Aliás, impedimento da emissão do meu certificado aconteceu porque a caderneta de vacinação não foi devidamente preenchida na Unidade de Saúde, faltando a data da aplicação da vacina. Portanto, exija que o profissional que está te aplicando a vacina preencha corretamente todos os campos desse documento.


Outras dúvidas podem ser sanadas nos canais de atendimento da ANVISA.


Se você já recebeu a dose única da vacina contra a febre amarela e já tem o CIVP, não precisa fazer mais nada. Agora, se já tem a vacina e não tem o CIVP, deve solicita-lo conforme, mas não tomar a vacina novamente.

ADICIONAL: Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia - CIVP para meningite e/ou poliomielite. O Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia - CIVP para comprovar a vacinação contra meningite e/ou poliomielite será emitido apenas no atendimento presencial. O atendimento presencial é necessário pois é preciso considerar o histórico vacinal, a idade, o tipo e o lote da vacina, o número de doses recebidas, a dose recomendada e a validade da vacina. Com a comprovação da vacina adequada, você deverá procurar uma unidade da Anvisa ou credenciada para a emissão presencial do CIVP. Na listagem atual da OMS poucos países exigem comprovação de certificado Internacional de vacinação de brasileiros para essas doenças.


Dr Felipe Silva

Dr. Felipe Silva

Tour Leader Renova Turismo.

Cirurgião-dentista no Artesania⎪Studio Oral


"Dr. Felipe considera que a terra de Israel foi agraciada pelo sobrenatural, pelo natural e pelo humano. Para ele, Israel é uma musa de inspiração que convida à sua contemplação e profusa tradução artística. Ele aceitou o convite."





#Vacina #CertificadoInternacionaldeVacinação #CIVP #Precisovacinar #DrFelipeSilva #RenovaTurismo #Dicasdeviagem #Israel #Egito #OMNS #Solicitaçãoonline #Anvisa

1.075 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo