Buscar
  • Dr. Felipe Silva

Primeiro veio o Egito, depois veio a história!


O título dessa matéria é um popular ditado egípcio que pode ser perfeitamente ilustrado pelas Pirâmides e Esfinge de Gizé. Essas estruturas são mundialmente famosas e são o cartão postal egípcio preferido de muitos turistas. De fato, são obras maravilhosas e é emocionante chegar perto de construções que desafiam o tempo há 46 séculos. Há um ditado egípcio muito bacana que diz: “O homem teme o tempo. O tempo teme as pirâmides”.

É importante ressaltar que o Egito tem cerca de 140 pirâmides e inúmeras outras atrações tão importantes e fascinantes quanto a necrópole de Gizé. Isso, sem contar o povo, a cultura, os museus e as belezas naturais.

O planalto de Gizé fica nos arredores do Cairo, capital do Egito. O complexo todo inclui as estruturas conhecidas como as Grandes Pirâmides, a Grande Esfinge, pequenas pirâmides das esposas reais, as mastabas dos sacerdotes e funcionários públicos, templos e locais para embalsamamento, complexo de trabalhadores e uma série de outras ruínas. Um complexo dedicado à uma família faraônica, já que Quéops, Quéfren e Miquerinos eram pai, filho e neto.

O local é aberto e quente. Portanto, proteja sua pele e lábios, use óculos de sol e chapéu, e tome bastante água. Ao chegar no local, é preciso cuidado com a multidão de ambulantes e lojinhas. Apesar de serem muito simpáticos e sorridentes, levar dinheiro trocado é fundamental para evitar problemas com troco. Você também pode fotografar e andar com camelos, mas peça para o guia te ajudar a escolher um serviço de confiança. Bom mesmo é permanecer junto ao grupo, e seguir as orientações do tour leader e do guia.

DICA: É comum os vendedores insistentes “encaixarem” tecidos e produtos nos ombros, bolsas e mãos dos turistas e “colarem” neles até o final do passeio. Se isso acontecer com você, chame o tour leader ou o guia. Se não quer adquirir um produto é melhor nem pega-lo para ver. Diga apenas: - La, shukran, é o relativo árabe para - Não, obrigado.

A Grande Pirâmide de Quéops(ou Khufu, 2551-2528 a.C.) é a maior e mais bem elaborada que existe. Com 146,6 metros de altura (relativo a 49 andares), uma base quadrada com 230 metros de lado praticamente simétricos e cerca de 6,5 milhões de toneladas é a construção humana mais pesada do mundo.

Para levantar esse monumento funerário foram utilizados mais de dois milhões de blocos de calcário e granito e cerca de cem mil trabalhadores pagos com cerveja e alimentos durante muitos anos. Aliás, os trabalhadores, além de pagos, eram muito bem tratados, inclusive por médicos, e puderam construir suas tumbas próximas às pirâmides dos faraós, uma grande honra para a época. Tudo isso desmente o mito de que os construtores das pirâmides eram escravos. Outro equívoco comum é acreditar que os hebreus construíram as pirâmides de Gizé. Quando Moisés nasceu, a Grande Pirâmide de Quéops já existia há mil anos. Veja na foto abaixo a primeira fiada de pedras polidas. As pirâmides eram originalmente revestidas assim.

É muito emocionante quando avistamos a Grande Pirâmide pela primeira vez. Mas, demais mesmo é quando vamos nos aproximando dela e constatamos o tamanho dessa obra. A primeira linha de blocos de pedra já impressiona muito. Veja só.

INTERESSANTE No complexo de Quéops há várias outras construções, templos e túmulos, bem como um barco em exibição. Pouco se sabe sobre o faraó Quéops. Sua múmia e riquezas se perderam há milhares de anos. A grande pirâmide é a única sobrevivente das sete maravilhas do mundo antigo e foi o edifício mais alto do mundo até ser superado em 1311 pelas torres da Catedral de Lincoln (160 metros). Entretanto, não é a pirâmide mais antiga do Egito. A Pirâmide em Degraus de Djoser em Saqqara é que detém esse título. Ela foi construída pelo famoso polímata Imhotep.

EXTRA Adquirindo um ingresso extra, é possível entrar na Grande Pirâmide de Khufu. A experiência de estar numa construção com mais de 4600 anos é indescritível, porém, desaconselhável para quem tem claustrofobia ou problemas de saúde e mobilidade.

Subi alguns degraus externos da pirâmide até uma abertura na estrutura guardada por dois guardas egípcios. Então, comecei a incursão por uma descida curta que se tornou uma íngreme subida que percorri obrigatoriamente agachado. Corrimãos e artifícios de madeira presos ao solo ajudam bastante. A chamada “passagem”, continua até uma galeria onde a subida segue em pé até chegar na Câmara do Rei. Essa aventura me rendeu pernas doloridas por dois dias. Ainda assim, recomendo muito e farei novamente essa incursão quando estiver no Egito. O vídeo abaixo contém pequenas filmagens que fiz em Gizé e dentro da Grande Pirâmide.

A Pirâmide de Quéfren (Khafre Ra, 2520-2494 a.C.) apesar de parecer maior, é menor em altura e volume. O fato é que se localiza em posição mais elevada. Ela é famosa por seu ápice revestido. O complexo exibe outras ruínas como um templo mortuário e a e Grande Esfinge de Gizé (2532 a.C ), uma escultura feita em monólito com 73,5 metros de comprimento, 19,3 metros de largura e 20,22 metros de altura, cuja face pode ter sido a do faraó Quéfren. A Grande Esfinge de Gizé é a maior e mais antiga escultura monumental.

Segundo o experiente e requisitado guia egípcio Samuel Gabala, pela manhã, os primeiros raios de sol iluminavam os olhos da Esfinge, dando a impressão que estavam acesos, o que era interpretado como sinal de que a pirâmide realmente tinha proteção divina. Infelizmente, hoje, com a ocupação desorganizada e imprópria dos arredores, a Grande Esfinge olha para um restaurante Pizza Hut (veja abaixo.).

Será? Existe um mito sobre Napoleão ter quebrado o nariz da esfinge, mas, em 1737, o arquiteto francês Dane Frederic Louis Norden elaborou desenhos da mesma tal qual está hoje, sem nariz. A teoria mais aceita é que o clérigo islâmico, Sa’im al- dahr tenha sido linchado no ano de 1378 por ter extirpado o famoso e ausente nariz .

A Pirâmide de Miquerinos (Minkau Ra, 2490-2472 a.C.) é a menor das três, e também contém ruínas de outras construções como as três pequenas pirâmides de esposas reais.

Assista abaixo o convite do meu amigo pessoal e um dos melhores guias egípcios Samuel Gabala e visite com a Renova Turismo a Necrópole de Gizé e todo o Egito. Tenho certeza que não se arrependerá por conta de tanta história e maravilhas.

Veja todas as fotos dessa aventura no planalto de Gizé, no Egito.

E tem mais fotos fantásticas aqui:

Dr. Felipe Silva,

Cirurgião-dentista no Artesania⎪Studio Oral,

É amigo e viaja com Renova Turismo.

"Dr. Felipe considera que a terra de Israel foi agraciada pelo sobrenatural, pelo natural e pelo humano; é sem-segundo quando se trata de paisagens, história, religião e cultura; e oferece todos esses ingredientes àquele que a descreve, em um caldeirão que vem sido mexido e temperado há milênios por mãos humanas e divinas. Para ele, Israel é uma musa de inspiração que convida à sua contemplação e profusa tradução artística. Ele aceitou o convite."

#DrFelipeSilva #RenovaTurismo #Dicasdeviagem #Egito #PirâmidesdeGisé #Esfinge #Camelo #PirâmideemDegraus #Djoser #Saqqara

180 visualizações

Renova Turismo 

Rua Orlando Carpino, 326 - Campinas/SP

Fone:  +55 19 3241-2424      

      (19) 99470-7207 / (19) 99471-8930 / (19) 99460-7704

contato@renovaturismo.com.br

 

© 2016 by Renova Turismo. Criação: Endorfina Design